quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Fazer o pino é giro


Quando vim da baixa de parto para o trabalho, deparei-me com a falta deste. Ou seja, deram-me de volta apenas 20% daquilo que fazia. Andei estes meses a pastar literalmente sem nada que fazer, com horário reduzido de aleitamento (o que me deu bastante jeito para poder ir a consultas e à minha ginástica que me faz tão bem).

Ora quando o babynho fez um ano o horário reduzido iria terminar, e eu farta desta situação de não ter nada para fazer, era-me impensável ficar a olhar para o boneco até às 18h, apesar de ter pedido o meu trabalho mil vezes de volta e não mo darem.
Posto isto fui falar com a direcção, queria continuar a sair às 16h nem que para isso me reduzissem um pouco o ordenado. O director foi a uma reunião a Espanha e veio de lá com uma proposta: eu ficaria este ultimo trimestre em part-time e em Janeiro fazia-me as contas para sair por extinção do posto de trabalho. Eu pus-me a fazer contas à vida e o part-time iria reduzir o meu ordenado pela metade e isso é impensável, até porque depois levava uma penalização do fundo de desemprego. Fui dizer que não aceitava, e, ou continuava como estava ou saia mais cedo (já que a intenção deles seria de todo mandarem-me embora no final deste ano). Então tudo bem, eu saio mais cedo e dão-me tudo o que eu tenho direito e mais um par de botas!

Mais uma vez, a senhora (cabra) da contabilidade não soube fazer contas e ainda estive eu a ensinar-lhe, porque o ACT ajuda-nos nas contas e ela não conseguia chegar aqueles valores (burra que nem cornos), mas no final lá deu tudo certo e vão-me pagar tudo o que é meu por direito.
Faltam 2 dias para sair daqui, não vou fazer nenhuma despedia porque apesar de não gostar de despedidas irei sempre que puder vir almoçar com os meus queridos colegas.

Não estou nada triste, encaro isto tudo uma reviravolta positiva na minha vida, o empurrão que precisava: primeiro para passar mais tempo com o meu filhote e depois para por em pratica as ideias que me fervilham na cabeça e abrir um negócio meu.
Não quero mais patrões, eu nasci para liderar e não para ser mandada! Disso eu tenho a certeza!
Estou a encarar tudo com grande positividade e um sorriso na cara: força SuperSónica I can do it!




7 comentários:

  1. Fazes muito bem em lutar por aquilo que queres, desejo-te boa sorte para esta nova etapa da tua vida.

    ResponderEliminar
  2. Desejo-te a melhor sorte do mundo. Cuida do teu pequenote, realiza sonhos e faz por seres feliz. O resto tudo que se lixe.

    ResponderEliminar
  3. Olha que, chegar aqui e deparar-me com notícias destas, é maravilhoso!!!!

    Força nisso Super! You can do it!!! Of course you can!!!

    Tudo de bom para o "feijãozinho" que já faz um ano!!! (irra, que o tempo passa a correr!!!)

    Muitos beijinhosssssssss

    ResponderEliminar
  4. Boa sorte, e agora tens tempo para aproveitar mais o crescimento do filhote.

    ResponderEliminar
  5. Há males que vêm por bem! Boa sorte para o novo desafio da tua vida e aproveita ao máximo todos os segundos com o teu filho :)

    ResponderEliminar