sexta-feira, 31 de maio de 2013

Sou uma pessoa de cheiros!


Acho que muitas das coisas que me rodeiam se baseiam nos cheiros, há cheiros que tal como as músicas me fazem reportar a outras situações, momentos já vividos, pessoas que fizeram parte da minha vida, sorrisos imensos e tristezas também.

Adoro andar perfumada e sentir-me limpa e cheirosa, e por isso evito comer cebola crua pois na semana TPM as hormonas ficam mais activas e parece que os cheiros corporais ficam mais intensos e eu não suporto. 
Adoro quando passam por mim e sinto o rasto do perfume, adoro sentir o cheiro da roupa lavada, da casa limpa, dos cremes para o corpo, do gel de banho que fica no wc depois do banho e o cheiro do champô no cabelo, da maquilhagem na cara. Adoro o cheiro que fica na cama após fazer o amor e o cheiro dele em mim...

Cada pessoa tem o seu cheiro e cada casa também, reconheço e viajo à infância no cheiro da casa dos meus pais, gosto particularmente dos cheiros de algumas casas que frequento, ou pelo perfume, ou pelos incensos ou até pelos próprios animais... Gosto do cheiro de tintas. Não gosto daquelas casas/cafés que têm o cheiro do tabaco entranhado, nem do cheiro a "velhos". Não gosto nada do cheiro do mofo/bolor/naftalina. Tenho um problema nos meus roupeiros porque são encastrados e no inverno cheiram a mofo, então comprei um carregamento de sabonetes cada um de seu cheiro e espalhei por todo o lado, desde gavetas, gavetinhas e gavetões, dentro dos roupeiros, na arrumação por baixo do sommier, nos wc a enfeitar...tenho cheirinhos e essências por toda a casa!

Adoro o cheiro da comida que me apraz, ervas aromáticas e bolos caseiros, adoro o cheiro dos churrascos dos vizinhos, do pão quente, dos doces e farturas nas festas de verão, o cheiro da praia, do mar, dos petiscos, do protector (digo logo que cheira a Nivea!!!!). Adoro o cheiro das flores, o cheiro da serra e o cheiro da noite ao luar.
Adoro o cheiro dos bebés, mas nunca gostei do cheiro activo que emana da minha sobrinha quando está febril. Não gosto do cheiro a comboios/caminhos de ferro. Não gosto do cheiro de queimado, nem de maus hálitos, nem de suor e muito menos da sovaqueira ou chulé! Não suporto o cheiro dos enchidos e queijos (mas adoro comer queijos)! Também não gosto do cheiro a tintol, apesar de adorar vinho. Em contrapartida não gosto de cerveja mas adoro o sabor que fica na boca dele e me passa pelo beijo

Gosto de cheirar, ainda hoje, os livros. Todos os meus livros da escola emanavam aquele cheiro característico que eu adorava. Ainda dou por mim a cheirar tudo, desde comida ou bebidas, livros e roupas, objectos diversos. Muitas vezes é automático, assim que toco tenho de cheirar!



quarta-feira, 29 de maio de 2013

Só porque adoro a escrita deste Senhor e dá que pensar...


"Ninguém tem pena das pessoas felizes. 
Os Portugueses adoram ter angústias, inseguranças, dúvidas existenciais dilacerantes, porque é isso que funciona na nossa sociedade. 
As pessoas com problemas são sempre mais interessantes. Nós, os tontos, não temos interesse nenhum porque somos felizes. Somos felizes, somos tontaços, não podemos ter graça nem salvação. Muitos felizardos (a própria palavra tem um soar repelente, rimador de «javardo») vêem-se obrigados a fingir a dor que deveras não sentem, só para poderem «brincar» com os outros meninos.

É assim. Chega um infeliz ao pé de nós e diz que não sabe se há-de ir beber uma cerveja ou matar-se. E pergunta, depois de ter feito o inventário das tristezas das últimas 24 horas: «E tu? Sempre bem disposto, não?». O que é que se pode responder? Apetece mentir e dizer que nos morreu uma avó, que nos atraiçoou uma namorada, que nos atropelaram a cadelinha ali na estrada de Sines.

E, no entanto, as pessoas felizes também sofrem muito. Sofrem, sobretudo, de «culpa». Se elas estão felizes, rodeadas de pessoas tristes, é lógico que pensem que há ali qualquer coisa que não bate certo. As infelizes acusam sempre os felizes de terem a culpa. É como a polícia que vai à procura de quem roubou as jóias e chega à taberna e prende o meliante com ar mais bem disposto.

Em Portugal, se alguém se mostra feliz é logo suspeito de tudo e mais alguma coisa. «Julgas que é por acaso que aquele marmanjo anda tão bem disposto?», diz o espertalhão para outro macambúzio. É normal andar muito em baixo, mas há gato se alguém andar nem que seja só um bocadinho «em cima». Pensam logo que é «em cima» de alguém.

Ser feliz no meio de muita gente infeliz é como ser muito rico no meio de um bairro-de-lata. Só sabe bem a quem for perverso.
Infelizmente, a felicidade não é contagiosa. A alegria, sim, e a boa disposição, talvez, mas a felicidade, jamais.

Porque a felicidade não pode ser partilhada, não pode ser explicada, não tem propriamente razão.
Não se pode rir em Portugal sem que pensem que se está a rir de alguém ou de qualquer coisa. Um sorriso que se sorria a uma pessoa desconhecida, só para desabafar, é imediatamente mal interpretado. Em Portugal, as pessoas felizes sofrem de ser confundidas com as pessoas contentes."


Miguel Esteves Cardoso, in 'Os Meus Problemas'



segunda-feira, 27 de maio de 2013

Estou que nem posso


Uma gaja já não caminha para nova, só pode.
O mau feitio menstrual impera ao rubro e as dores, ai as dores...dói-me tudo.
Estive a vender roupa de criança o fim-de-semana inteiro, sempre com um sorriso nos lábios.
E a pirosice? Minha nossa, vê-se por aí com cada coisa que eu até ficava boquiaberta, antes de me desmanchar a rir pois está claro! E o que eu mais gosto é dos tamancos de certas senhoras que são tão altos, tão altos que depois elas nem se ajeitam a andar com aquilo...e os bimbos? E os "camones" tipo lagostins? Ohaph lindo lindo!
Depois de desmontar o stand ainda fui ajudar a levar tudo para a loja...já estava toda rota, foi chegar a casa, beber um chá e enfiar-me na cama. Hoje quando o despertador tocou nem acreditei só desejei ficar a dormir. O cérebro também nem descansa, lembro-me vagamente de sonhar imenso com personagens que não lembra a ninguém!



sexta-feira, 24 de maio de 2013

Publicidade à prata da casa!



Abre hoje em Cascais em frente ao Hotel Baía o Stock Market, com uma das tendas em Outlet de roupa de criança:





E, até dia 08 Junho também em Outlet da mesma empresa no Centro Comercial da Parede:



Roupa bem gira, mas mesmo bem gira, desde os 0 meses aos 16 anos. Bora bora é de aproveitar!


Bom fim-de-semana ;)



quinta-feira, 23 de maio de 2013

O melhor lugar do mundo





Diz que ontem foi o dia do abraço.
Como eu adoro um abraço: abraço dos meus pais, dos meus sobrinhos, dos meus amigos, dos meus amores, a aí adoro adormecer e acordar abraçada.
É lá que me perco e que voo nos meus sentimentos. É num abraço que me sinto protegida e que dou protecção...é definitivamente o melhor sitio do mundo, num abraço apertado.

Abracinho para vocês!




quarta-feira, 22 de maio de 2013

Ai que agente vai-se chatear!


Querido despertador:

Não te suporto. Não suporto ouvir o pipipipipipi todos os dias de manhã, sim, também todos os dias levas aquela cacetadinha de amor para que faças snooze.
E podes explicar-me porque raios é que não tocaste hoje??????
Acordei por mim própria a levar com uns raios de sol na cara (sim porque para me conseguir levantar bem da cama logo de manhã, não posso fechar os estores por completo) e quando decido ver as horas já eram 8:20h...dei um pulo da cama como se tivesse molas e abram-alas-para-o-nody que lá fui eu a correr despachar-me para vir trabalhar, ainda assim consegui chegar apenas 10min atrasada. Mas não gosto nada de chegar atrasada para não dar azo a bocas! Enfim...
Resumindo e baralhando, temos aqui um problema, ou tu tocas ou voas pela janela. Não é não tenha essa vontade todos os dias, mas como preciso de ti é favor colaborar se não agente vai-se chatear.

Agradecida, da tua querida e sempre, Supersónica!



terça-feira, 21 de maio de 2013

Eu tenho #4


Gatos!
Há muito mitos e histórias sobre os gatos, e como tudo na vida há os que gostam e só falam bem deles e os que não gostam e desenvolvem mil e uma teorias para deitar abaixo as misticidade dos gatos.
Sim misticidade, eu acredito que eles não míticos e que nos protegem. Por tudo o que já li até agora e pelas reacções dos que lá tenho em casa, acredito que nos protegem das más vibrações e que nos libertam delas.
Eu costumo dizer que não sou supersticiosa mas pensando bem e examinando o meu meio ambiente por casa, sim sou supersticiosa q.b.  Tenho vários espanta espíritos espalhados pela casa, tenho caçadores de sonhos, olho grego, chamador de anjos, cristais, amuletos e claro: tenho gatos, cada um de sua cor.
Há pessoas que acreditam que os gatos pretos trazem azar, pois eu digo que o meu preto para além de ser o mais inteligente dos restantes, até parece que me responde quando eu falo com eles. Sim também falo com  os meus gatos!
Acredito que eles possuem algo de mágico e até quando estou em baixo vêm todos para ao pé de mim e não arredam pé, ronronam só de olhar para mim e eu sinto-me imensamente bem com o carinho mutuo!
Acredito nas energias e por conseguinte acredito nas medicinas alternativas. Está provado que cuidar de um animal descontrai, e até são usados como terapia e apoio psicológico em doentes.
Acredito que as coisas não acontecem por acaso, e o facto de ter os meus gatos e duas das quais me foram parar à porta e eu abri-a com muito amor, é porque com certeza estava a precisar deles/delas naquelas alturas especificas. Evolui com eles, li muito sobre eles e sou feliz com eles!


Os meus Darta'gatos!





segunda-feira, 20 de maio de 2013

É impressão minha ou passa tudo a correr?


Acho que nem dei bem pelo fim-de-semana:
1 - Estive a trabalhar sábado o dia todo na loja da irmã do mais-que-tudo.
2 - Na madrugada de sábado para domingo fui levar um casal amigo ao aeroporto, às 5h da matina...
3 - Não dormir quase nada, pois agora aos domingos os almoços de família são uma constante e eu já disse que adoro!
4 - O meu Benfica perdeu o campeonato... (nem vou comentar a injustiça e corrupção se não ficava aqui o dia todo a escrever).
6 - Já não posso com o meu despertador.
5 - Hoje estou atolada em trabalho, para variar.


Bom, posto isto desejo um boa semana e que o próximo fim-de-semana chegue bem depressaaaaaaaaaaaa!



sexta-feira, 17 de maio de 2013

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Hoje só me apetecia ser gato!





«O que espanta num gato é a maneira como combina a neurose, a desconfiança e o medo - para não falar numa ausência total de sentido de humor - com o talento para procurar e apreciar o conforto e, sobretudo, a capacidade para dormir 20 em cada 24 horas, sem a ajuda de benzodiazepinas.

O gato é neurótico mas brinca. (...) Mas, acima de tudo, descobriu o sistema binário da existência. Que é: dormir faz fome. Comer faz sono. Acordo porque tenho fome. Adormeço porque comi. Nos intervalos, faço as necessidades.»



Miguel Esteves Cardoso, in Como é Linda a Puta da Vida





quarta-feira, 15 de maio de 2013

No Supermercado


Há pessoas que estão na caixa que são super simpáticas e competentes, no entanto há o lado oposto e situações que me tiram do sério:

1 - Quando têm uma lentidão que são bons para irem buscar a morte, estão ali com vagarezas e procuram o  código de barras, e passam devagar e dão-me as compras devagar, ou já ensacadas ou nem por isso, e tudo bem de-va-ga-ri-nho... Eu até assopro, não posso com pessoas lentas, mas não lhes digo nada!

2 -  Há aquelas que ensacam tudo ao molho dentro do mesmo saco. Ó enerva-me. Primeiro porque os sacos são cada vez mais fracos e rasgam-se todos (estou a falar em super/hiper em que não temos de pagar os sacos), e desta forma ficam os sacos atafulhados. Eu também não lhes digo nada, olho para aquilo e começo a separar para outros sacos e geralmente não misturo frescos com produtos de limpeza, por exemplo. Depois na altura de me pedirem o cartão da loja e o pagamento, esperam que eu acabe obviamente, para não serem parvas!

3 - Aquelas que fazem aquilo tão depressa que eu só vejo passar as minhas compras a toda a velocidade pelo tapete a fora. No outro dia houve uma miúda  que atirou com o garrafão da lixívia para cima do pacote das batatas fritas. Pronto, saltou-me a tampa, mas com muita educação disse-lhe com um olhar 33 que não iria levar aquilo assim para casa, porque por aquela altura já estariam todas partidas. Ela encheu-se de desculpas e foi trocar por um pacote novo. Logo de seguida heis que, atira de novo ao tapete e desta feita foi com as garrafas de vinho. Pronto, saltou-me a tampa de novo, e novamente com muita educação e com o respectivo olhar 33 disse-lhe que queria levar as garrafas inteiras para casa. Desculpou-se de novo...aaaaiiiiiiii ca nervos.

4 - Quando estão caixas cheias e de repente abrem uma nova caixa, elas pedem para passarem pela mesma ordem. Ora estava eu na fila e nem me mexi, pois era "a hora do idoso" e as velhas vão todas a correr para a caixa que iria abrir. Nisto vem uma mais velhotinha que começa a queixar-se de dores nas costas, tal não era o tempo que estava à espera. Ai eu não posso com estas coisas e mandei logo a boca à senhora da caixa que se era por ordem, aquela senhora estava primeiro, e realmente a rapariga lá mandou avançar a dita velhota, apesar dos olhares de soslaio das outras.





segunda-feira, 13 de maio de 2013

Ou o gajo anda a dormir ou é bipolar!


Como eu adoro o Verão: dos chinelos, sandálias, pés de fora e unhas pintadas, sol no corpo, o cheiro do mar, da praia, do protector solar, do salgado na pele, dos passarinhos, das gaivotas, da areia por todo o lado, do petisco ao final da tarde, da esplanada, do barulho e gargalhadas das crianças, dos gelados, das caipirinhas, da sangria, dos óculos de sol e chapéu... tudo isto trás-me boas recordações e um bom sorriso... tudo isto que eu Adoro e tento aproveitar ao fim-de-semana!! E realmente sinto-me uma sortuda em viver aqui à beirinha deste oceano fantástico...!! Desta terra linda... ♥

Agora, acabo de perceber que a temperatura vai baixar de novo...eu, eu, eu até me apago ó S. Pedro! Fosga-se




sexta-feira, 10 de maio de 2013

O que eu não gosto nada nas mulheres:


- Ver as mulheres a andarem de perna aberta;
- Dizerem asneiras (eu também as digo mas não gosto nada);
- Comerem de boca aberta e falar ao mesmo tempo;
- Berrar com os agudos ao rubro, dignas de serem ouvidas a km;
- Não lavarem as mãos nos wc públicos (enquanto uma pessoa está à espera, não fazem ideia da quantidade de mulheres que saem do wc sem lavarem as mãos);
- Trombudas (como o meu mais-que-tudo me disse um dia que me apanhou mais séria: "se fizesses ideia de quanto o teu sorriso é lindo, estarias sempre a sorrir");
- Rebentar borbulhas e pontos negros ao parceiro na praia (ou em geral mesmo...blhec);
- Que sejam falsas e cínicas umas para as outras, há lá necessidade disso???



quarta-feira, 8 de maio de 2013

O 3º andar persegue-me...pffff


- A mãe do mais-que-tudo mora no terceiro andar sem elevador;
- Um casal bastante amigo mora no terceiro andar sem elevador;
- Outra minha amiga, mora no terceiro andar também sem elevador;
- Quando fui ao Hospital ver a minha amiga em que andar estava? Terceiro sem elevador!

Tomaaaaaaa, nem me importo de andar, sobe escada, desce escada, mas não pude deixar de ver o engraçado da coincidência das casas que mais frequento!



terça-feira, 7 de maio de 2013

O SNS revolta-me #2


A minha amiga já saiu finalmente do hospital foram mais de 3 semanas.
Fez todos os exames, inclusive a ressonância e um que se chama PET. Deu tudo negativo, ela estava feliz da vida que só ela, pudera, não ganhou para o susto.
O tumor pelos visto e como disse a Insatisfeita Inveterada estava apenas alojado na verruga que foi retirada, mas isso não invalida a maneira como lhe foi dada a noticia e todo o processo restante, desde o ter conhecimento da cura ser com quimioterapia e afins...como já tinha dito caiu-lhe tudo.
Agora espero mesmo, mas mesmo que o Hospital se responsabilize e que trate de procurar as pessoas que fizeram o Tac que também acusou um outro tumor, pois ela está completamente limpa mas há por aí algures uma pessoa que tem um e não sabe...
Enfim, às vezes a felicidade de uns, infelizmente é a infelicidade de outros...


segunda-feira, 6 de maio de 2013

Mais um!


Mais um fim-de-semana que passou...
Lá andou a brigada do reumático a terminar de montar a loja, houve jantarada com amigos na minha casa (adoroooooooo ter a casa com amigos, com muita alegria e boa disposição), depois claro, lá fomos dançar até ser dia!
Mamãe levou com um big ramo de flores que ela adora e eu adoro ver a alegria dela estampada no rosto!
Depois, como os meus pais não fazem cá tradição de almoço, fui almoçar com a família do mais-que-tudo, já disse que adoro-os e sou tão bem acolhida que a minha alegria transborda?
Para rematar, fomos ao stock Market no CCB, pois tínhamos convites e aquilo é um pecado, vim de lá com uma mala e umas sandálias verde tropa bem giras, saímos de lá há hora fecho e já jantámos bem tarde e a ver um filme que eu já queria ver há meses...mas que não houve oportunidade de ir vê-lo ao cinema.
Resumindo, fuck, mais um fim-de-semana sem descanso, sem esplanada, com mesmo poucas horas de sono, mas produtivo!
Hoje dói-me um pouco o pé: tomara sempre a andar de um lado para o outro no fim-de-semana...enfim, isto passa!



sexta-feira, 3 de maio de 2013

Brigada do Reumático


Raios partam à minha sorte!
O mais-que-tudo anda com uma dor nas costas por causa de uma hérnia há mais de uma semana e macacos me mordam se não o levo hoje ao Hospital para levar a injecção. Cada vez que lhe digo isso acho que ele até estremece, vai na volta tem medo, e depois diz que já passa ou que já anda melhor: mentira, bem vejo que ao levantar e sentar-se ele queixa-se bem como as coisas básica tipo apertar os atacadores.
Enfim, posto isto, eu como sou solidária (not), não podia estar bem e vai daí tufas: torci o meu pé (desta vez o esquerdo).
Ó sorte marreca, ando todos os dias de saltos, quando calço ténis, torço os pés. Isto não é normal, vou mandar os ténis para um local bem longe onde não os veja, dassssssss. Ando a gelo, meia elástica, spray analgésico  pomada anti-inflamatória e bota rasa de cano médio para me segurar bem o tornozelo. A ele ando a colar-lhe emplastros, mas como anda a montar a dita loja para abrir na segunda-feira, não há emplastro que resista.
Assim sendo, eu manco do pé, ele das costas e cá andamos os dois nisto. Mas hoje vou levá-lo à injecção ou eu não me chamo SuperSónica.



quarta-feira, 1 de maio de 2013

Já disse que adoro Rock? E agora Valsa?


Desde que comecei a frequentar o mítico 2001, era raro ficar até ao fecho daquilo, porque depois a musica começava a ser mais pesada (música de arranhar - como lhe chamo) e pirávamo-nos sempre antes disso. Depois, aos poucos começámos a ficar somente para ouvir a valsa (a mítica valsa de encerramento da pista), lá é tudo mítico, como já tinha mencionado antes, desde o pó aos candelabros, da bola de espelhos à cabine do DJ, passando pelo bengaleiro e pela entrada onde se compram as senhas e quem não tem dinheiro fica apiado pois aquilo nem multibanco tem...!
O certo é que desde o verão passado que comecei a adorar aquelas musicas mais pesadas que gostava quando era mais jovem (tipo Metálica) e que hoje em dia, com novas bandas (tipo Ramstein, Iron Maden, Manowar) é de partir as cordas todas, mas o mais lindo é que de repente já está na hora daquilo fechar e lá entra a Valsa.


AMO dançar a valsa com o mais-que-tudo...é assim algo que me eleva mais ainda! Só nós os dois e o mundo à volta desaparece...
Quando ele não vai, chega à ultima música, faço sinal à malta que vou basar e piro-me a correr para não apanhar o trânsito do bengaleiro! Somos mais que muitos lá dentro, uns ao pé da janela, outros na pista, outros fora da pista...combinamos na própria noite, outros não é necessário combinar porque já pertencem à mobília da casa, mas o certo é que nos encontramos todos lá dentro e passamos uns bons bocados a ouvir as nossas musicas...e assim lá vou eu para casa, cansada da noite mas com um sorriso!