quarta-feira, 15 de maio de 2013

No Supermercado


Há pessoas que estão na caixa que são super simpáticas e competentes, no entanto há o lado oposto e situações que me tiram do sério:

1 - Quando têm uma lentidão que são bons para irem buscar a morte, estão ali com vagarezas e procuram o  código de barras, e passam devagar e dão-me as compras devagar, ou já ensacadas ou nem por isso, e tudo bem de-va-ga-ri-nho... Eu até assopro, não posso com pessoas lentas, mas não lhes digo nada!

2 -  Há aquelas que ensacam tudo ao molho dentro do mesmo saco. Ó enerva-me. Primeiro porque os sacos são cada vez mais fracos e rasgam-se todos (estou a falar em super/hiper em que não temos de pagar os sacos), e desta forma ficam os sacos atafulhados. Eu também não lhes digo nada, olho para aquilo e começo a separar para outros sacos e geralmente não misturo frescos com produtos de limpeza, por exemplo. Depois na altura de me pedirem o cartão da loja e o pagamento, esperam que eu acabe obviamente, para não serem parvas!

3 - Aquelas que fazem aquilo tão depressa que eu só vejo passar as minhas compras a toda a velocidade pelo tapete a fora. No outro dia houve uma miúda  que atirou com o garrafão da lixívia para cima do pacote das batatas fritas. Pronto, saltou-me a tampa, mas com muita educação disse-lhe com um olhar 33 que não iria levar aquilo assim para casa, porque por aquela altura já estariam todas partidas. Ela encheu-se de desculpas e foi trocar por um pacote novo. Logo de seguida heis que, atira de novo ao tapete e desta feita foi com as garrafas de vinho. Pronto, saltou-me a tampa de novo, e novamente com muita educação e com o respectivo olhar 33 disse-lhe que queria levar as garrafas inteiras para casa. Desculpou-se de novo...aaaaiiiiiiii ca nervos.

4 - Quando estão caixas cheias e de repente abrem uma nova caixa, elas pedem para passarem pela mesma ordem. Ora estava eu na fila e nem me mexi, pois era "a hora do idoso" e as velhas vão todas a correr para a caixa que iria abrir. Nisto vem uma mais velhotinha que começa a queixar-se de dores nas costas, tal não era o tempo que estava à espera. Ai eu não posso com estas coisas e mandei logo a boca à senhora da caixa que se era por ordem, aquela senhora estava primeiro, e realmente a rapariga lá mandou avançar a dita velhota, apesar dos olhares de soslaio das outras.





15 comentários:

  1. Eu gosto de ser eu a colocar as coisas no saco ;)

    ResponderEliminar
  2. Nem tartarugas nem lebres! E não gosto que me ensaquem as compras, porque eu ponho as coisas no tapete estrategicamente ordenadas por grupos e, logo, por sacos.

    E acrescento um ponto 5.: caixas prioritárias! ODEIO!

    Uma vez, estava eu numa dessas filas por engano, chega uma serigaita com a barriga colada às costas e diz-me "Ai deixe-me passar que eu estou grávida!" e olhei de soslaio e perguntei "De quantas horas?" :-) Bem, caiu o carmo e a trindade! Mas eu disse à menina da caixa que, se ela passasse à minha frente, eu deixava as minhas compras todas no tapete! A serigaita ainda refilou mas não passou! Gente muitooo espertaaa!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma vez também assisti uma discussão dessas, de um casal em que a rapariga não tinha barriga se quer...enfim, como não era comigo limitei-me a ver a barracada!

      Eliminar
  3. Há pessoas mesmo irritantes... é como em tudo :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, se não às tantas também não tinha piada! :P

      Eliminar
  4. Possas, também eu me passava!
    Enfim....há gente para tudo !!

    ResponderEliminar
  5. A minha mãe costuma mandar a boca de que estão a fazer uma corrida para ver se passam as compras mais rápido do que o cliente consegue arrumá-las. ahahah

    ResponderEliminar
  6. É ir com uma dose dupla de paciência nesses sítios, livra! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E hoje lá vou eu de novo, mas com dose tripla, pois que a paciência hoje está escassa!!!!

      Eliminar
  7. Por acaso já me perguntei uma coisa: serão pagos para colocarem as compras nos sacos? Eu cá só me consigo irritar com os que não o fazem. =S

    ResponderEliminar