quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Ora passada a neura e hoje até está imenso sol, vamos a isso:



Há dias que eu acho que a minha vida dava um livro ou um filme de longa metragem!!!
Na sexta fui jantar à sogra e ela pediu para nós dormirmos lá para eu ir levá-la ao autocarro, bem cedo, para ela ir para a terra. Tudo bem, de manhã acordámos cedo e depois veio o caos: rápido a tomar banho, tomar o pequeno-almoço pois os óculos da senhora haviam-se partido durante a noite e tínhamos de ir ao oculista urgente. Lá fomos (dia de praça em todo o lado, logo trânsito do catorze)!

Depois rumámos aos pastéis de Belém, pois ela gosta sempre de levar um miminho à família. Raios partam, como é que há tanta gente, logo de manhã nos pastéis??? Estrangeiros e portugueses, tudo de câmara ao peito, selfies para aqui e fotos de grupo para acolá. Filas intermináveis nos Jerónimos (que ainda tinham as postas encerradas), nem a chuva os pára! Chovia imenso, mas logo de seguida abriu o sol. Faltavam 20min para o expresso sair de Lisboa e lá fui eu SuperSónica até Sete Rios. A sogra já se estava a passar e perguntou-me: acha que chegamos lá em 10 minutos? E eu confiante disse que sim, embora tenha ouvido na rádio que havia um acidente e o eixo norte-sul estava parado em Sete Rios. OMG. Nervosa com a ansiedade da senhora lá fui, e ao chegar ao local ufffaaaa que o trânsito era para a ponte (ou seja, sentido oposto)! Chegadas ao pé do Jardim Zoológico parei o carro e ajudei com as malas. Ela foi à frente para a bilheteira e eu a passo de caracol, segui atrás. A passo de caracol porquê? Porque não me lembrei que os saltos das sandálias que trazia (sim porque enquanto fizer sol e tempo ameno, não largo as sandálias!!!) em contacto com o chão molhado, era manteiga. OMG. Muito concentrada, calçada adentro lá fui eu sã e salva até aos autocarros. Tanta gente, tantos autocarros...achei aquela envolvência gira!

Consegui enfiar a senhora mesmo à hora no expresso e lá seguiu viagem. Eu agora teria pela frente a travessia pelo molhado (manteiga), de novo até ao carro. Socorro, pensei eu e logo de seguida tive o pensamento positivo do dia: se eu consegui descer (a pique) a calçada do combro, com uns saltos maiores do que estes, agora também o faria. Era adoptar a técnica do devagar sem dar muito nas vistas e se caísse, não passaria do chão, embora me desse calafrios só de pensar que não convém torcer de novo o pé. OK? A falar para mim mesma lá fui eu, quando me dei conta já tinha duas pessoas (cada uma no seu carro a olharem fixamente para mim), tudo bem pensei eu, mais uns passinhos e saía da calçada para poder ir pela estrada a fora até ao meu carro. Ufffa foi como se de repente me tivessem dado asas, lá fui eu lampeira e direita até ao carro. Vitória!
Feliz e contente lá fui eu para casa...


                          To be continued...

23 comentários:

  1. YEah !!! Pelo menos a aventura acabou bem :D e sem quedas pelo meio !

    ResponderEliminar
  2. Fiquei cansada só de ler...mas gostei de uma coisa, não sou eu a única a embirrar com a quantidade de pessoas que existem a todo e qualquer momento nos pasteis de Belém.

    ResponderEliminar
  3. Bem... só de te ler fiquei cansada... bolas!!!

    ResponderEliminar
  4. Eu pus-me em pontas de pés na parte do molhado/ manteiga:)))

    jinhooooossssss

    ResponderEliminar
  5. bem que correria..
    chão molhado e sandálias é o terror :)

    kisseS***

    ResponderEliminar
  6. Ao menos, apesar de tanta caminhada, acabou bem ;)

    Beijoo'o
    flores-na-cabeca.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  7. Sabe, adoro brincar com esse gatinho preto ;) rs
    Bjo

    ResponderEliminar
  8. Por essas e por outras que o meu calçado é bem rasinho! Apesar de adorar saltos... Mas esta calçada dá cabo de mim. Eu que sou uma apressada e que faço kms a pé todos os dias :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah pois, se fosse assim eu andava sempre de chinelos.

      Eliminar
  9. Eu também recuso-me ainda a trocar as sandálias pelas botas, que miséria de Verão... às vezes nem pensamos em que situações nos vamos meter e por isso não escolhemos o melhor calçado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As situações é que geralmente vêm de encontrão quase!!!!

      Eliminar
  10. Isso não é uma maneira maravilhosa de começar um sábado, mas ainda bem que não fostes ver o chão mais de perto :)

    ResponderEliminar