terça-feira, 2 de novembro de 2010

Aventuras

Em primeiro lugar quero agradecer a todos os que me deram os parabéns. Não pude ir para a esplanada mas andei ocupada o dia todo, ainda fui beber café com umas amigas (andei a percorrer as capelinhas)!
Depois o fim-de-semana foi em grande, (à parte de uma infecção que apanhei e tive de ir a correr à farmácia e que ainda hoje não estou a 100%...) foi um fim-de-semana bem passado, com algumas molhas mas enfim!
Fomos a um bar de karaoke e o mais-que-tudo cantou-me uma musica sentado na nossa mesa! Foi o Encosta-te a Mim de Jorge Palma, ele nunca tinha cantado em lado nenhum e eu simplesmente babei....derreti-me toda e passei a gostar da música e da letra em especial...!

Passeamos imenso, fui à Quinta dos Lóridos, onde adorei passear por lá e ver aqueles Budas todos e os lagos, tudo muito zen e com muita paz. É pena não ter nada a explicar os motivos de todas as estátuas e bonecos de terra-cota, também não há nenhum guia há apenas um comboio que dá a volta à quinta.

Um dia quando a dita estiver pronta desvendam-se os mistérios (digo eu!!!) Lá também vendem vinhos da Quinta da Bacalhoa (visto que o Sr. Berardo é o proprietário) e finalmente encontrei "O" vinho que já tinha bebido uma vez e só se vende nas quintas dele ou lojas Gourmet e é altamente delicioso (eu na outra vida devo ter sido qualquer coisa ao Deus Baco, tal não é a minha veneração pelo nectar dos deuses!!!) este dito cujo chama-se Palácio da Bacalhoa, e é dos melhores da Quinta! Foi caro mas não chegou a um terço do preço das lojas Gourmet e também foi-mo oferecido como pagamento de uma aposta de há uns meses atrás! Gosto destas apostas lol mas realmente nas quintas é o melhor sitio para se comprar vinho, bom e barato!

Depois fomos almoçar às tasquinhas de Santarém, compramos agua pé em Almeirim e acabamos a noite a comer castanhas!

Ontem então foi uma aventura: apanhamos o comboio na Estação do Oriente bem cedo, rumo a Campanhã.
Fomos à terra das Francesinhas onde me deliciei no Capa Negra (restaurante que recomendo e está sempre à pinha) passeamos por ali pela Boavista e pelas 16h regressamos a Campanhã para comprar bilhete de volta.
Até aqui tudo bem, não fosse a estação estar cheia de gente e não haver comboios para Lisboa, estava tudo esgotado. CAOS. Não nos lembramos deste pormenor, havia estudantes por todo o lado com malas aviadas...e bilhete???
Socorro estamos presos no Porto, pensei eu, o único comboio que havia era o Inter Regional (do tipo que para em todas), às 20h. Compramos logo o bilhete, ufa. E o comboio ia cheio até havia pessoas em pé, o que vale foi que em Coimbra quase que vazou e as outras pessoas puderam sentar-se. Foi uma aventura rrrrrrrrrr chegamos a Lisboa à meia-noite rrrrrrrrrr e eu só me deitei à 1h!
Como tivemos que fazer tempo até ser hora da partida, andamos imenso de Metro (que metade das paragens é subterrâneo e a oura metade é à superfície) fomos até ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro, podia ser que houvesse voos para Lisboa, e havia, não fosse o bilhete custar entre os 150€ a 210€ por pessoa ESTÁ TUDO LOUCO???? Custava muito haver travessias rápidas e mais baratas em alternativa a esperar 4h por um comboio??? (esta pergunta é de retórica...e a sua resposta é quase uma utopia)...
Aventuras à parte, mais umas lições de vida para aprender, recordar e contar aos netos!

6 comentários:

  1. Porra, isso foi quase a volta ao mundo em 80 dias, resumida em 3 dias.
    Até fiquei cansado.
    Já fui à quinta da Lorida e encontrei o Berardo. Andava a ver as obras e cumprimentou-me.
    Toma!

    ResponderEliminar
  2. O importante é que foi um dia bem passado! :)

    ResponderEliminar
  3. ;-) ganda f-d-s, heim???????? Merecido!

    ResponderEliminar
  4. Cada vez que por lá passo, é paragem obrigatória no Capa Negra, eles até têm uma salinha para esperarmos e tudo!
    Sou DOIDO por francezinhas!

    ResponderEliminar